Músicas – Festa de Encerramento 2016 – Significâncias

Com o projeto “Significâncias”, nos propusemos ao longo desse ano a rever, junto com as crianças, os sentidos das nossas ações e práticas na escola. Assim, resgatamos os repertórios musicais construídos ao longo dos anos no Thema: os grupos revisitaram os CDs/trilhas sonoras da escola e escolheram as músicas que eram mais significativas para eles.

cds

Para que possam vivenciar as músicas, compartilhamos a trilha sonora da Festa de Encerramento 2016:

Berçário – Tudo acontecendo ao mesmo tempo / CD: Tempo

Maternal 1 – Bolinhas de sabão / CD: Por quê?

Maternal 2 – Curioso / CD: Por quê?

Grupos 1.1 e 1.2 (manhã) – Tintim por Tintim / CD: Por quê?

Grupos 1.3 e 1.4 (tarde) – Variantes do tempo / CD: Por quê?

Grupos 2.1 e 2.2 (manhã) – Porque, porque, porque / CD: Por quê?

Grupos 2.3 e 2.4 (tarde) – Bicho solto (Criança é mesmo assim) / CD: Por quê?

Grupo 3.1 – Ponha seu pé para brincar / CD: Territórios da Infância

Grupo 3.2 – Espaço sideral / CD: Por quê?

Grupo 4.1 – Quando para de brincar / CD: Por quê?

Grupo 4.2 – Esconde-esconde / CD: Territórios da Infância

1º Ano – Fotografia / CD: Tempo

2º Ano – Todo mundo gosta de ficar criança / CD: Territórios da Infância

3º Ano – Estudo e Diversão/Criança / CD: Conviver (recriação)

Boa escuta!

Acolhimento

ACOLHIMENTO

“O acolhimento é um método de trabalho complexo, um modo de ser do adulto, uma ideia chave no processo educativo.” Staccioli, 2013, p.25[1]

Um novo semestre se inicia trazendo um horizonte de possibilidades para as crianças – significâncias vêm chegando! Aproveitando o ensejo, desejamos compartilhar com as famílias discussões de longa data sobre o tempo e a escuta dedicados à infância debruçando-nos, agora, no termo “acolhimento”.

Referimo-nos a acolhimento como uma postura de vida, uma competência relacional educativa – não apenas uma atitude voltada aos primeiros dias da vida escolar de uma criança ou aos primeiros momentos de uma rotina diária escolar, mas uma atitude de disponibilidade para encontrar-se com o outro – trata-se do desejo de sustentar uma sensibilidade aberta a uma relação educativa.

Convidamos os adultos enquanto educadores, sejam professores ou familiares, a criarem um espaço interno rico de desejo para conhecer a criança. Acolher não se trata de aceitar passivamente casualidades, implica um fazer motivado para a criança – uma escuta ativa e atenta de busca por reconhecer e valorizar suas ideias, implica inclusive controlar e verificar hipóteses que construímos a respeito delas.

Pensar em acolhimento enquanto uma abordagem pedagógica de vida exige previsão, organização, ação e verificação. Para acolher, é necessário preparar o ambiente/espaço para esperar e receber, pensar nos materiais e objetos que atendem responsivamente os interesses e necessidades do outro, planejar e projetar oportunidades de diálogo – gerenciar a escuta das crianças considerando que possuem uma cultura tão própria como se pertencessem a uma tribo ou etnia diferente.

“Escutar é uma atitude que requer coragem de se entregar à convicção de que o nosso ser é só uma pequena parte de um conhecimento mais amplo; escutar é uma metáfora para estar aberto aos outros, ter sensibilidade para ouvir e ser ouvido em todos os sentidos. (…) Escutar é dar a si próprio e aos outros um tempo para ouvir.” Rinaldi, 2012, p.208-209[2]

Para o adulto ser acolhedor é imprescindível que ele potencialize sua capacidade de saber ver, ver aquilo que há de valor na criança e nas suas vivências, reconhecer o que pode ser encorajado, ver em si mesmo também o que há de mais autêntico e divergente a ser oferecido na construção de uma nova relação que inspire segurança e empatia.

Vamos exercitar o prazer de acolher as crianças, de estar bem diante do encontro com as diferenças que elas nos proporcionam, pensando-as, aprendendo-as e escutando-as como elementos de aproximação?!

[1] Staccioli, Gianfranco. Diário do acolhimento na escola da infância. Campinas: Autores Associados, 2013.

[2] Rinaldi, Carla. Criatividade como qualidade do pensamento, p. 203-217. In: Diálogos com Reggio Emilia: escutar, investigar e aprender. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

COMEMORAÇÃO DOS ANIVERSÁRIOS DE JANEIRO E FEVEREIRO EM 26/02

bolo aniversárioA comemoração dos aniversários também está sendo ressignificada com o tema do nosso projeto anual de forma que as crianças terão maior envolvimento com os preparativos para este momento, confeitando o bolo, organizando e decorando o espaço e preparando algo especialmente para os aniversariantes conforme escolhas deles.

O processo todo continua com o olhar voltado para os significados e as simplicidades da infância, destacando os valores de amizade e de convívio.

As datas para as comemorações estão indicadas em nosso calendário anual. Neste dia, os pais (do Maternal ao Fundamental) são convidados para o momento dos parabéns que acontece na hora do lanche: às 9h (pedagógico manhã) ou às 15h (pedagógico tarde).  

No BERÇÁRIO, a comemoração acontecerá no mesmo dia, entretanto, apenas entre as crianças. O bolo do berçário é feito com uma receita desenvolvida especialmente para os bebês.

Pedimos aos familiares que não enviem doces, lembrancinhas, convites ou presentes!

No dia 26 de fevereiro, sexta-feira, faremos a comemoração dos aniversariantes de JANEIRO e FEVEREIRO, confiram:

ANIVERSARIOS

 

TRILHA SONORA DA FESTA DE ENCERRAMENTO

Maternal 2 Parece simples brincadeira (5)Para que as crianças possam compartilhar com as famílias as músicas da festa que foram criadas com base em ideias, falas e vivências delas diante do tema de nosso projeto anual “Territórios de Infância” pelo músico Alexandre Carmani, disponibilizamos aqui a trilha completa! Bom divertimento!

Berçário 1 e 2 – Professoras Taís e Rafaela – Conte outra vez:

 

Maternal 1 – Professoras Lucilaine e Ana Cláudia – Me dá a sensação:

 

Maternal 2 – Professoras Vaucilene e Jéssica – Parece simples brincadeira:

 

Grupo 1 – Professoras Jaqueline e Milena – Caprichos da Natureza:

 

Grupo 1 – Professoras Roberta e Renata – Ponha o seu pé para brincar:

 

Grupo 1 – Professoras Daniela e Amanda – Esconde-Esconde-Onde:

 

Grupo 2 – Professoras Beatriz e Mayara / manhã – Criança é mesmo assim:

 

Grupo 2 – Professoras Beatriz e Mayara / tarde – Naquele tempo:

 

Grupo 3 – Professoras Lisiane e Aline / manhã – Olha só, Olha aí:

 

Grupo 3 – Professoras Lisiane e Aline / tarde – Marcas:

 

Grupo 4 – Professora Marcela / manhã – Criancice:

 

Grupo 4 – Professora Marcela / tarde – Todo mundo gosta de ficar criança:

 

1º Ano – Professora Melissa – A criança que existe em mim:

 

2º Ano – Professora Ana Paula – Amizade verdadeira:

 

Encerramento com todos os grupos – Gratidão:

 

G2 manhã Criança é mesmo assim (8)G2 manhã Criança é mesmo assim (10)Qual música (3)

COMEMORAÇÃO DOS ANIVERSARIANTES DE OUTUBRO – EM 30/10

A comemoração dos aniversários é um dos muitos afazeres pedagógicos que temos com nossas crianças. É uma comemoração simples que pretende destacar os valores de amizade e de confraternização. Neste dia, os pais (do Maternal ao Fundamental) são nossos convidados para o momento dos parabéns que acontece na hora do lanche: às 9h (pedagógico manhã) ou às 15h (pedagógico tarde). No BERÇÁRIO, a comemoração acontecerá no mesmo dia, entretanto, apenas entre as crianças. O bolo do berçário é feito com uma receita desenvolvida especialmente para os bebês. Pedimos aos familiares que não enviem doces, lembrancinhas, convites ou presentes! Confira os aniversariantes de OUTUBRO:

ANIVERSARIOS OUT

MOSTRA PRODUÇÕES DA INFÂNCIA – 26/09

[FACEBOOK]Flyer_Mostra_ProducoesInfancia

*Pedimos aos familiares que venham com roupas que possam sujar, descalços e tragam trocas de roupas, pois passaremos por oficinas de luzes, lama, pintura, colagem e muito mais!

** A Mostra será aberta ao público (não-familiares) numa visita guiada às 10h mediante inscrição prévia por e-mail (encontros@themaeducando.com.br) ou pelo site da escola (http://www.themaeducando.com.br/site/formacao/inscricao.php). Valor: R$ 20,00.